quinta-feira, 24 de março de 2011

Conversando com os jovens VII

Fugir das paixões
da mocidade

Em Efésios 6.11, você é ordenado a resistir ao diabo:

“Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderes ficar firmes contra as ciladas do diabo.”

Em Tiago 4:7, há a garantia que se você resistir a ele, ele fugirá de você:

“Sujeita-vos, portanto a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.

Ainda assim, em 2 Timóteo 2:22, você é ordenado à fugir das paixões da mocidade:

“Foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.”
           
É um tanto assombroso ver que você é ordenado a ser forte, resistir e lutar contra anjos caídos, e ao mesmo tempo, você é ordenado a fugir com medo das paixões da mocidade. Isto demonstra que a paixão da sua carne e a sensualidade desenfreada da nossa cultura é mais perigosa do que uma batalha face a face com o diabo.

Inúmeros jovens cristãos demonstraram evidências genuínas de conversão, e ainda assim ao entrar numa relação como sexo oposto, eles caíram em imoralidade. Eu sei que eles memorizam as Sagradas Escrituras, oram, e até jejuam para serem puros na sua relação, e mesmo assim eles caíram. Por quê? Porque eles não entenderam que todas as disciplinas espirituais das Sagradas Escrituras não poderiam salvá-los das paixões da juventude. Eles tentavam lutar uma batalha enquanto Deus ordenou a eles que fugissem.

Resumindo: Você não pode ficar sozinho em um relacionamento com uma pessoa do sexo oposto durante um período longo de tempo sem cair. Por isso, vocês nunca devem ficar sozinhos numa casa, carro ou qualquer outro lugar onde a luxúria e os desejos podem ser acessos e o fracasso é certo.

Adaptado do texto traduzido do inglês de “Uma palavra aos jovens”, de Paul David Washer. Disponível em: http://voltemosaoevangelho.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário