sexta-feira, 21 de setembro de 2018

A Parábola do mau Pastor

                                  
Aquele, porém, que entra pela janela é o Mau Pastor das ovelhas. Aquele que guarda a porta  NÃO lhe abre, muitas ovelhas NÃO  escutam a sua voz; as poucas ovelhas que lhe pertencem, ele  NÃO as  chama pelo nome, nem as leva para fora. Quando faz sair algumas, caminha atrás delas, ou montado em suas costas e algumas não o seguem, porque  NÃO conhecem a sua voz.  Muitas delas seguirão um estranho e NÃO fugirão dele, porque NÃO conhecem a Voz do seu Pastor.

Eu sou o Mau  Pastor: o Mau  Pastor despoja a Vida das suas ovelhas. Sou um mercenário, NÃO sou verdadeiramente um pastor porque acho que as ovelhas não me pertencem, ao ver chegar o lobo, covardemente  abandono as ovelhas e fujo; e o lobo se apodera delas e as dispersa. Sou um  mercenário e pouco me  importa as ovelhas. Eu sou um Mau  Pastor, eu NÃO conheço as minhas ovelhas, e as minhas ovelhas também NÃO me conhecem, como o meu Pai NÃO me conhece e eu NÃO conheço o meu Pai. E eu NÃO me despojo da minha vida pelas ovelhas. 

Eu  NÃO tenho outras ovelhas que não são deste redil, e também acho que NÃO é  preciso que eu as conduza; elas NÃO ouvirão a minha voz, e  sei que mais cedo ou mais tarde, após explorar as ovelhas do meu redil, muitas se dispersarão do rebanho porque no fundo, eu sou um Executivo, NÃO sou um Pastor.

FONTE: Bíblia Sagrada - Adaptação da Parábola do Bom Pastor (JOÃO 10:2-18).

Nenhum comentário:

Postar um comentário